sábado, 13 de outubro de 2012

Menina do lixão de ‘Avenida’ ajuda a mãe a vender doces para viver

Vida de Gabriella Saraivah também melhorou graças à novela. 'Ela agora tem roupas novas, faz passeios e ganhou bolsa de teatro e dança', conta a mãe.

Gabriella Saraiva posa para o EGO (Foto: Marcos Serra Lima/EGO)
Gabriella Saraivah
(Foto: Marcos Serra Lima/EGO)
A pequena Gabriella Saraivah, de 8 anos, que vive a Miluce, uma das crianças do lixão de "Avenida Brasil", vem de uma família de doceiras de mão cheia. Sua bisavó era boleira, sua avó fazia brigadeiros, e agora ela ajuda a mãe, Juliana, a fazer trufas para vender. Como a venda de doces é a única fonte de renda da casa, a vida nunca foi fácil, ainda mais porque Juliana é mãe solteira e precisa sustentar os dois filhos (ela tem ainda Guilherme, de 5 anos).
“Eu ia para o Aterro do Flamengo com Gabriella pequena e o mais novo ainda bebê. O primeiro cliente que provou já quis encomendar uma leva. Aos poucos, ganhei clientes fixos e assim consegui pagar colégio particular para os meus filhos”, conta Juliana.
Segundo a mãe, Gabi até ajuda a fazer as trufas, mas seu talento mesmo é como vendedora. “Ela é boa de lábia, vende na escola, no Projac. Vera Holtz, Bianca Comparato e os amiguinhos do lixão são os que mais compram”, diz Juliana, que vende em média 800 trufas por mês. Recentemente, chegou a fazer cerca de 100 para a gravação da festa junina de Tufão.
Gabriella começou a fazer propaganda com 2 anos e meio. Dizia para a mãe que queria ser como a “Gisele Bunche”. No primeiro teste, chorou, mas depois se acostumou e fez comerciais, desfiles e ensaios fotográficos. Há pouco tempo, participou do teste para a novela das 18h “A Vida da Gente” (que acabou em março deste ano) e chegou à final da seleção. Mas seu biótipo não combinava com o dos atores Fernanda Vasconcellos e Rafael Cardoso, e a escolhida acabou sendo a também fofíssima Jesuela Moro.
Novela deixou a vida mais doce
Como tudo tem sua hora para acontecer, Gabriella foi selecionada para ser uma das crianças do lixão. Foi o suficiente para a vida da menina e de sua família mudar. “Depois que começou a novela, ela começou a ganhar patrocínio. Agora tem roupas novas, faz muitos passeios. Ganhou bolsa de teatro de Cininha de Paula. Faz jazz e sapateado com bolsa também”, conta a mãe, tímida, ao contrário da extrovertida Gabi.

Gabriella Saraivah (Foto: Marcos Serra Lima / EGO)
Gabriella ao lado da mãe, Juliana
(Foto: Marcos Serra Lima / EGO)
Além das roupinhas novas e dos passeios, Gabriella também ganhou sua primeira festa de aniversário. “Antes eu só fazia um bolinho aqui em casa. Esse ano ganhei uma festa com tudo o que tinha direito em uma casa de festas”, conta a menina, que graças ao seu carisma, vai participar de um projeto beneficente em Morretes, no Paraná. Ela será madrinha de uma instituição que ajuda crianças carentes, “Manos e minas, cantos e encantos”.
Aos poucos, Gabi vai conquistando seu espaço e a vida vai ficando mais doce. Quando “Avenida Brasil” chegar ao fim, ela vai fazer teste para a próxima novela das 18h, “O Caribe É Aqui”, de Walcyr Carrasco. A menina ainda é fã de Gisele Bündchen, mas agora tem outras ídolas para se inspirar. “Quando crescer, quero ser igual a Vera Holtz e Débora Falabella. Elas estão dando um show”, diz.
Jhuli Trufas
Encomendas – 21-9218-0272
jhuliegabi@hotmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário